12/08/2022 66 9712 1979

Caldeirão da Mega

Paccola: homem estava armado e apresentava "periculosidade"

Vereador por Cuiabá, tenente-coronel matou um agente do socioeducativo na noite de sexta

Por Evando Mendes | Redação Mega News CV 02/07/2022 às 09:05:03

O vereador e policial Marcos Paccola, que atirou e matou um agente do socioeducativo

O tenente-coronel e vereador por Cuiabá Marcos Paccola (Republicanos) afirmou por meio de nota que precisou atirar no agente do sistema socioeducativo Alexandre Miyagawa porque ele apresentava perigo a terceiros.

Conhecido como "Japão", Miyagawa, que estaria armado e ameaçando uma pessoa, não resistiu ao disparo e morreu na hora. O crime aconteceu na noite de sexta-feira (1) próximo ao Restaurante Choppão, na região Central de Cuiabá.

A nota da assessoria explica que Paccola estava a caminho de um compromisso quando percebeu o trânsito parado e uma aglomeração.

"Ao descer do veiculo para averiguar o que acontecia ele foi informado por alguns populares de que um homem armado estava ameaçando populares e iria matar uma mulher", diz a nota.

Ainda conforme a versão do vereador, ao perceber que havia um homem armado, Paccola diz ter sacado sua pistola e pedido para o que Miyagawa largasse a sua, sem sucesso.

"Ele [Miyagawa] com a arma fez menção de se virar para a direção do parlamentar e policial, que no dever de proteger, agiu da forma que foi treinado e neutralizou a ameaça em legítima defesa e na defesa de terceiros, ele agiu efetuando disparos contra o individuo".

Ainda segundo a nota, o agente do socioeducativo já estava apresentando comportamento "que trazia periculosidade aos demais, inclusive trafegando veiculo em alta velocidade na contramão".

"A perda de uma vida é sempre irreparável, porém o dever de servir e proteger está acima de qualquer situação, o treinamento do Tenente Coronel Paccola permitiu que que os danos aos presentes e a sociedade fossem minimizados e que todas as demais vidas fossem preservadas", finaliza.

Fonte: JOYCY AMBR"SIO | Mídia News

Comunicar erro
Comentários