Inteligência da Ucrânia diz que Putin foi alvo de atentado 'mal sucedido'

Inteligência da Ucrânia diz que Putin foi alvo de atentado 'mal sucedido'
Incidente, que não teve registro algum, teria ocorrido há dois meses, durante viagem do presidente da Rússia para o Cáucaso, já após o início da guerra na Ucrânia. Putin no 'Dia da Vitória'

Kirill KUDRYAVTSEV / AFP

O chefe da Inteligência da Ucrânia disse que o presidente russo, Vladimir Putin, foi alvo de um atentado "mal sucedido" durante viagem para o Cáucaso, há dois meses.

O incidente, que não teve registro algum, teria ocorrido já após o início da guerra na Ucrânia, disse Kyrylo Budanov em entrevista ao jornal ucraniano "Ukrainska Pravda".

"Houve uma tentativa de assassinar Putin", disse à publicação nesta segunda-feira (23).

"Ele até foi atacado, segundo representantes do Cáucaso, não muito tempo atrás", afirmou o funcionário da Defesa da Ucrânia. "Esta é uma informação que não é pública. Foi uma tentativa absolutamente mal sucedida, mas realmente aconteceu. Foi há cerca de 2 meses."

A região do Cáucaso, que fica entre a Europa oriental e a Ásia ocidental, inclui territórios de Armênia, Azerbaijão, Geórgia e partes do Sul da Rússia.

"Repito, esta tentativa não foi bem sucedida. Não houve publicidade sobre este evento, mas aconteceu", sustentou Budanov.

Até a última atualização desta reportagem, o Kremlin não comentou sobre as alegações da Defesa ucraniana.